Dos usos do “bah” (ou como a expressão gaúcha serve pra tudo!)

26 Maio

Há mais de 3 meses morando em terra mineira, repleta de pessoas de São Paulo, Espírito Santo, Rio de Janeiro e outros estados, volta e meia surgem algumas diferenças regionais, principalmente na fala. Como gaúcha, já vivi algumas situações, no mínimo cômicas, como quando, por exemplo, falei em uma sala de aula repleta de alunos que não aguentava mais ter que ficar chamando a atenção e dar “mijada” no pessoal. Só mais tarde, em uma conversa, fui descobrir que por aqui não se usa esse sinônimo de “esporro” e que os alunos estavam entendendo num sentido literal a tal “mijada”! Algo, no mínimo, bizarro!

Um outro exemplo, menos polêmico, mas um tanto curioso, é a expressão gaúcha “bah”.  Sou verdadeira adepta da palavra e volta e meia solto um bah. Porque vamos combinar, é a expressão mais natural possível, pois é só abrir a boca e o som do “ahh” já sai! Mas o pessoal acha engraçado, e acaba querendo zoar com isso. Numa dessas, alguns ficaram um longo tempo só falando bah e eu falei brincando que estavam pegando o jeito da coisa, que o bah se usa pra tudo mesmo. Eles ficaram me olhando, como quem não entende direito, e me lembrei daquele comercial da cerveja Polar no qual dois amigos dialogam, se assim podemos dizer, usando apenas essa expressão. Como prometido, aí vai o vídeo pra aqueles que não entendem o nosso “bah”!

 

 

Quando fui procurar esse vídeo do bah, também achei esses outros comerciais da mesma cerveja que tem como tema deixar bem marcado o que é “ser gaúcho” (pois a Polar é do RS), além das diferenças do sul com outros estados. Apesar de achar muito forçado alguns aspectos (critico essa coisa bairrista do gaúcho), os vídeos são engraçadíssimos!

 

 

 

 

 

 

E não, esse post não foi uma forma de divulgar esta ou qualquer outra cerveja, pois eu não bebo e nem gosto deste tipo de bebida!!

Anúncios

Uma resposta to “Dos usos do “bah” (ou como a expressão gaúcha serve pra tudo!)”

  1. Lari 07/07/2012 às 16:56 #

    Muito bom! Realmente dá um problemão explicar o porquê de certas expressões nossas pro pessoal de outros Estados… já tive problema com “poncho”, “sanga”, “peleia”, “grossura” e a “sinaleira” haha
    agora, se você acha difícil explicar pra outros brasileiros… imagina explicar pra estrangeiro! Na minha casa temos essa de intercâmbio e os que falam um pouco de português quando vem pra cá geralmente é “treinado em carioquês”. É engraçado demais! XD

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: