O ano tecnológico

28 Dez

Não gosto de ficar reproduzindo textos na íntegra, com exceção de releases cujo propósito é a divulgação e mesmo assim quando posso faço uma edição. Mas achei muito interessante o que Juremir Machado da Silva escreveu no jornal Correio do Povo e resolvi postar aqui. O texto está reproduzido inteiramente abaixo. O original está aqui.

O ano tecnológico

Pode-se medir o avanço pessoal ao final de um ano pelo progresso espiritual ou pelo crescimento tecnológico. Faça o teste. Votou em Julian Assange ou em Mark Zuckerberg para homem de 2010? Em nenhum deles? Nem sequer conhece esses nomes? Se votou em Assange, está sintonizado com os leitores da Time. Se escolheu, Zuckerberg, está em sintonia com a própria Time. Se não os conhece, está fora do mundo. Tecnológico. Está no Facebook ou no Orkut? Se prefere o primeiro, está navegando na onda atual, seguindo a tendência. Se prefere o segundo, está com a maioria dos brasileiros internautas. Os adoradores do Facebook depreciam o Orkut dizendo que é rede social de pobre, rede de brasileiro.

Sabe a diferença entre mídias sociais e redes sociais? Entende de mídias locativas? Acaba de perguntar que troço é esse? Tem Twitter? Nunca foi retuitado? Recém chegou ao e-mail? Sente saudades do fax? Sabe a diferença entre iPade iPod? Possui os dois? Foi um dos primeiros a adquirir um iPhone 4? Conhece Flickr, Badoo, Quepasa, Mmyspace e Hi5? Se conhece todos esses, você é: a) um ser tecnológico por excelência, b) uma pessoa do presente e do futuro, c) um fanático por tecnologias sem nada para fazer na vida, d) um adolescente que certamente perdeu o ano escolar, e) um tio à procura de namorada. Se nunca usou nenhum deles, você é: a) uma pessoa muito ocupada, b) um alienado tecnológico, c) um dinossauro, d) um pai de família com várias pensões a pagar, e) um excluído.

A tecnologia é um sistema de hierarquia social. Ela divide os homens atualmente em dois grupos: os que fazem download e o que nem imaginam o que significa esse palavrão. Conta-se que uma avó muita severa mandou o neto lavar a boca com sabão ao ouvi-lo pronunciar, diante das visitas, a expressão “inclusão tecnológica”. Em 2010, você se comportou como jovem ou velho, “tecnossauro” ou “tecno-rosa”? Se preferiu ver o último filme de Woody Allen e deixou de lado a rede social, você pode ser classificado como: a) um sujeito de bom gosto, b) um conhecedor de cinema, c) um nostálgico, d) um cara que gosta de ver todo ano o mesmo filme, e) um afetado. Há situações mais graves. Um exemplo. Sábado à noite, prefere ir ao cinema ou fica em casa para ver a novela? Depois do cinema, come pizza ou sonha com a sua cama?

Para saber qual a sua idade tecnológica, que pode ser inversamente proporcional à sua idade biológica, o teste mais simples é este: quando lhe falam de Internet, qual a sua resposta: a) as crianças é que entendem disso, b) já consigo mandar um e-mail, c) tenho mais o que fazer, d) estou namorando virtualmente, d) quem tem Orkut tem medo, e) não vivo sem meu laptop. Quem marcou a letra “a” anda pelos 70 anos, letra “b”, 80 anos, letra “c”, 90 anos, “d”, 15 anos, “e”, abaixo de 20 e acima de 80. Por fim, último teste. Na hora de fazer pedidos ao Papai Noel, mandou sua cartinha pelo correio ou por e-mail? Ou preferiu o Twitter? Tudo isso é inquietante. Não sei que conclusões tirar. Vi Woody Allen em “A Rede Social”. Vi a novela e comi pizza. Sonhei com minha cama e ronquei.

Juremir Machado da Silva | juremir@correiodopovo.com.br

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: